Este site necessita que o Javascript esteja habilitado.
Prefeitura de Parapuã

Seja bem vindo ao site da Prefeitura Municipal de Parapuã, Domingo, 9 de Agosto de 2020

Prefeitura de Parapuã

Parapuã
30°C máx
17°C min
Meio Ambiente

SEMANA DO MEIO AMBIENTE – junho 2020

Sexta, 05 de junho de 2020 às 08h58






MUNDO SUSTENTÁVEL


Sustentabilidade, palavra que por meios mais diversificados busca minimizar os efeitos prejudiciais pela pressa de viver da humanidade, a conscientização ambiental é o principal objetivo, e a globalização de um planeta puxa para dentro de um contexto conservacionista, toda uma geração a encontrar um método de mudar as coisas, que de acordo com muitos pesquisadores se encaminham para um colapso.


É nítida a necessidade de mudar essa realidade. Em estudos que exploram a reciclagem dos diversos matérias antes descartados, seja pela ignorância ou mesmo por falta de incentivos superiores, aponta para um objetivo de encontrar metodologia da reutilização de materiais comuns ao ambiente urbanizado.


 


Imagens da ignorância ou falta de incentivo de algumas pessoas, infelizmente comum, mesmo com o excelente trabalho da equipe de coleta dos resíduos domiciliares, atendendo três vezes porta a porta no município. 



A apropriação dos espaços naturais pode diferir de uma pessoa para outra, o que pode determinar por consequência a contaminação destes locais, que decorrem das relações entre a sociedade e a natureza, por gestos primitivos que alguns insistem em preservar, independentemente do tempo e condições sociais em que ocorrem. Temos ainda a nosso favor o uso de ciência e tecnologia para solucionar este risco ambiental, depende de cada um a melhoria da qualidade de vida e dos recursos da natureza local.


 


Materiais separados pela CAAP (Cooperativa dos Agentes Ambientais de Parapuã).



Reciclagem de materiais no aterro municipal de Parapuã.


A gestão ambiental desenvolvida pelo Departamento do Meio Ambiente, sugerindo caminhos menos turbulentos, em práticas passíveis de replicação, tendo como exemplo a utilização da compostagem de folhas e galhos triturados e transformados pela CAAP (Cooperativa dos Agentes Ambientais de Parapuã), para aplicação como fonte nutricional na produção de hortifrutis de produtores do município, resíduos estes que frequentemente causava transtorno para a sua disposição, seja em aterros licenciados ou em áreas clandestinas. 


 


Reutilização dos resíduos de poda de árvores na produção de alimentos.



 


Muitas gerações foram educadas a pensar que as potencialidades hídricas e florestais eram inesgotáveis, agimos como se tivéssemos uma terra para cada um,  porém, atualmente a exploração com tamanha ferocidade ameaça as matas ciliares antes frondosas em percursos sinuosos da região, a mesma degradação ocorre com muitos recursos hídricos, usados sem critérios e muitas vezes de forma inadequada.


A parceria com a CESP (Companhia Energética de São Paulo), resultou na doação de 53.000 mudas de árvores nativas para projetos de compensação ambiental no município, ações que minimizam os efeitos causados pela degradação ambiental, assim como a produção de mudas para arborização urbana e reaproveitamento de plantas danificadas no momento do plantio.   


 


Viveiro Municipal, a mais de vinte anos fornecendo vida a população.



 


 


O encontro promovido entre duas gerações distintas, com o mesmo objetivo ao incentivo à recuperação ambiental de áreas degradadas, é outro trabalho invisível aos olhos de quem não quer ver, mas que continua, mesmo quando os resultados não acompanham a ansiedade de quem participa.


 


Plantio de mudas de árvores nativas com auxílio da comunidade (alunos da EMEI e Projeto Sem Pressa de Envelhecer), em cumprimento a termo assinado com a CETESB (06/2017- 05/2020).



Com o convite do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo, o município aderiu ao compromisso, de colocar os alunos  em contato com um sistema simples de cultivo de hortaliças, recebendo material para implemento do aprendizado, como livros, caderno do aluno, material para família, sementes, e implementos para iniciar o plantio.


Participação dos representantes do município no lançamento do Projeto Horta Educativa em Campinas SP.



 


Logística Reversa/Entrega Voluntária


Outro programa de caráter educacional, a campanha de troca de óleos vegetais usados, tem o apoio dos vários departamentos do município, sem isso seria impossível atingir o sucesso alcançado, com média de coleta em 900 litros por mês, em três pontos de coleta (Barracão da Associação dos Produtores Rurais; Museu/Biblioteca municipal e Fundo Social de Solidariedade). As pessoas colocam em recipientes descartáveis e a cada 4 litros levados, 1 garrafa de 900 ml nova é ofertada. Além de todos benefícios do descarte correto para a evitar a contaminação do meio ambiente.


Óleo coletado nos pontos de troca e cartaz de incentivo ao descarte correto



De acordo com o Decreto Estadual 56.571/2010 (Art. 14, inciso V), os municípios são considerados órgãos locais do Sistema Estadual de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais – Operação Corta Fogo, com competência para desempenhar ações de prevenção, controle, fiscalização e combate aos incêndios em áreas com cobertura vegetal.


Essa é outra ação de difícil atendimento, mas que vêm sendo desenvolvida graças à parceria de funcionários que se dispõe a realizar treinamentos para levar benefícios importantes à população, e que poucos se atentam a apontar, por se tratar de um compromisso voluntário da Prefeitura Municipal, de inserir no planejamento e gestão ambiental do território, ações de prevenção e combate aos incêndios.


Treinamento dos membros da Brigada de Combate a Incêndios municipal.


 



Parte dos membros em treinamento prático em Marília.


 


A perspectiva de uma avaliação multidisciplinar, que considere os impactos ambientais com a implantação de obras, visa projetos ecologicamente sustentáveis, sendo uma estratégia adotada e fundamental para qualquer obra no município. Esta ferramenta possibilitou gerenciar de modo efetivo o desenvolvimento de projetos em conformidade ambiental, propondo um plano de ação prévio para as obras com boas práticas ambientais. Os resultados são interversões com menor impacto ambiental possível, em empreendimentos com melhor qualidade à população.


 


Av. São Paulo, Estrada vicinal Vitória e ao lado pista de caminhada, obras iniciadas com a regularização de Licenciamento Ambiental, com resultados que trouxeram qualidade de vida à população.  





Não vivemos o melhor momento ambiental no país, mas o trabalho é importante, e com o comprometimento da Administração Pública na promoção e compatibilização entre o desenvolvimento, progresso, atendimento às necessidades da população, a sustentabilidade no trato dos recursos naturais, são ações fundamentais na implementação de uma economia sustentável e na formação da consciência coletiva.


 


“A lição sabemos de cor, só nos resta aprender...”


(Ronaldo Bastos / Beto Guedes, 1979).



Fale com a Prefeitura Municipal de Parapuã

Horário de Atendimento

07h30min às 12h 13h30min às 17h

Av São Paulo, N° 1.113 - Centro, Parapuã/SP