Atendimento: (18) 3582 - 9020

Avenida São Paulo, N° 1.113 - Centro - Parapuã/SP
 

Parapuã, Quinta, 13 de Dezembro de 2018

 
Você está aqui: Página inicial / Notícias / Saúde

Sexta, 10 de agosto de 2018 às 14h08

Semana Estadual de Prevenção da Leishmaniose Visceral

O Estado de São Paulo está realizando a Semana Estadual de Prevenção da Leishmaniose Visceral (LV) no período de 06 a 10 de agosto de 2018, o município de Parapuã através do Departamento Municipal de Saúde e o Setor de Zoonoses, estará realizando atividades voltadas aos munícipes e aos profissionais da saúde. Pelo fato de o município estar terminando o inquérito canino, as atividades relacionadas a prevenção da Leishmaniose se estenderão durante o mês, afim de atingir o maior número de cidadãos. Estão sendo realizadas atividades de Educação Permanente com os profissionais do setor de saúde das Estratégias de Saude da Família do Município. Estamos focando no papel de cada profissional frente doença, como por exemplo꞉ se o agente comunitário de saúde suspeita de um animal, como ele deve proceder, o que ele deve orientar, diz a médica veterinária Ana Carolina. Fora esta atividade, a medica veterinária estará desenvolvendo um trabalho com as crianças do município. Segundo a veterinária, esta é uma abordagem crucial, pois as crianças estão sempre abertas a novos conhecimentos e fica mais fácil a conscientização. VOCÊ SABE O QUE É A LEISHMANIOSE? A Leishmaniose Visceral é uma Zoonose parasitária grave que causa doença em Humanos e em Cães. Quando diagnosticada em tempo, a Leishmaniose tem tratamento para o Humano. A transmissão ocorre pela picada de um inseto do gênero Lutzomyia, também conhecido como mosquito palha, flebótomo ou cangalinha. O inseto pica o cão infectado e se torna transmissor da doença. Ao picar o humano, pode transmitir o parasito. Este inseto desenvolve seus criadouros onde exista sombreamento, umidade e acúmulo de matéria orgânica em decomposição, ou seja: acúmulo de folhas, frutos, troncos, fezes de animais e esterco, lavagem, etc. SINTOMAS DA LEISHMANIOSE NO HOMEM: • Febre prolongada, emagrecimento, aumento do baço e fraqueza. • Se não for diagnosticada e tratada a tempo, pode tornar-se grave, podendo levar até à morte. SINTOMAS DA LEISHMANIOSE NO CÃO: • Emagrecimento, vômitos, queda de pelos, fraqueza, crescimento exagerado das unhas, descamação e feridas na pele (principalmente na região do focinho, orelhas, articulações e cauda). O QUE CADA UM PODE FAZER EM CASA PARA EVITAR O MOSQUITO-PALHA E A DOENÇA? • Podar as árvores do quintal e jardim de modo a permitir a entrada do sol, para evitar a umidade do solo. Recolher os galhos cortados e dar destino adequado; • Varrer diariamente o quintal para retirar as folhas, folhagens, frutos apodrecidos e fezes de animais. Recolher, ensacar e colocar na coleta de lixo; • Cuidar da saúde e higiene dos animais, exercer a posse responsável, não deixando seus animais soltos nas ruas e se possível usar coleira repelente. O Sistema Único de Saúde oferece tratamento completo e gratuito para a Leishmaniose Visceral Humana. Faça a sua parte na prevenção da Leishmaniose Visceral! Procure a Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência e a Zoonoses Municipal para receber maiores orientações em relação à Leishmaniose Visceral Humana e Canina.
 

Assessoria de Imprensa MTB 53.268/SP Adriano Alves

Voltar
Nenhum comentário até o momento, seja o primeiro a comentar!
Dê sua opinião
 
 
 
 
Atenção: comentários considerados spams e/ou ofensivos serão moderados.
 
 
 

Copyright © 2011 Prefeitura Municipal de Parapuã. Todos os direitos reservados

Atendimento: (18) 3582 - 9020 | Avenida São Paulo, n° 1.113 - Centro Parapuã SP

Desenvolvido por Oeste Sistemas